AGENDE SUA CONSULTA
11 3266-2418
11 3266-2112
Whatsapp11 98752-2272
Assista a entrevista com Dr Fabrício no Jornal da Record !
Avaliação Online Transplante FUE
FALE COM O DR. FABRÍCIO

Blog Transplante Capilar Dr. Fabricio Ribeiro

FUE

A queda de cabelo é uma queixa comum entre homens e mulheres. Por isso, existe hoje uma série de tratamentos que ajudam a inibir e a reparar o problema, como a FUE (Follicular Unit Extraction), uma técnica de implante capilar pouco invasiva, que garante excelentes resultados. Entenda o que é FUE e como esse tratamento é realizado.

FUE: O que é?

FUE (Follicular Unit Extraction) é uma técnica de implante capilar que surgiu em 2002, em que se utiliza um bisturi redondo, com diâmetro de 0,8 a 1 mm, para a coleta das unidades foliculares. Essa técnica consiste no aprimoramento de um método antigo, de 1950, em que se utilizava punches muito grandes, com diâmetro de 4mm. O principal fator revolucionário da técnica FUE atual é utilizar punches com diâmetros pequenos, o que permite extrair folículo por folículo e produz cicatrizes pouco perceptíveis.
Por oferecer resultados muito satisfatórios sem causar grandes cicatrizes no couro cabeludo dos pacientes, a FUE é um procedimento indicado para a maioria dos casos. Caberá ao cirurgião plástico dar a palavra final, dependendo da situação em que o couro cabeludo ou os cabelos se encontram. Para quem tem calvície, por exemplo, é necessário analisar caso a caso para decidir se esse é o melhor tratamento.

Técnica FUE: quem pode fazer?

A primeira vantagem da técnica FUE é que não há cicatriz linear aparente. Como o instrumento que realiza o procedimento é menor que 1 milímetro, a cicatriz é puntiforme, permitindo que o paciente utilize cabelos curtos na A queda de cabelo pode ser motivada por uma série de fatores, como predisposição genética, doenças endócrinas, alterações psicológicas, doenças autoimunes, traumas, infecções, uso de medicamentos e alterações da estrutura capilar.
Desde os casos mais comuns, como a calvície masculina, até os casos mais raros, como a calvície feminina e a alopecia cicatricial, é necessário que o paciente seja submetido a uma avaliação médica que irá identificar a causa exata da queda. Apenas um exame clínico detalhado é capaz de indicar quem pode ou não fazer a FUE, por isso, é necessário que cada caso seja avaliado individualmente por um médico especializado.

Implante capilar FUE: como é feito?

FUE é uma técnica minuciosa, mas relativamente simples e que oferece um resultado bastante natural. Primeiro, os cabelos da área doadora devem ser raspados. Em seguida, o cirurgião começa o processo de extração dos folículos com o punch, instrumento que realiza a retirada dos folículos capilares. Esse aparelho é introduzido na área doadora e retira, aos poucos, folículo por folículo. Cada folículo pode conter de 1 a 6 fios.

Punches

Depois que a quantidade necessária de folículos capilares é retirada da área doadora, o cirurgião cuidadosamente implanta esses folículos na área calva.
A técnica FUE permite a retirada de folículos de outras áreas do corpo, como por exemplo a barba e o tórax. Assim, pacientes que apresentem área doadora com baixa densidade, podem ter os folículos retirados da barba e do tórax também. Essa modalidade de FUE recebe o nome de body hair transplant.

Técnica FUE

Implante capilar FUE e implante capilar FUT: qual a diferença entre as técnicas?

FUE e FUT são as técnicas mais utilizadas para transplante capilar, entretanto, existem algumas diferenças que devem ser levadas em consideração antes de optar por uma das duas.
O método FUT se caracteriza por retirar uma faixa do couro cabeludo da parte posterior e das laterais da cabeça, a fim de utilizar os folículos que não foram atingidos pela queda de cabelo.
Essa técnica tem um custo menor do que a FUE e, em geral, o tempo do procedimento é menor, mas, por ser realizada com sutura, ela tende a ter uma recuperação um pouco mais dolorida e apresenta uma cicatriz linear definitiva no couro cabeludo.
No caso da FUE, como já foi dito, as unidades foliculares são retiradas uma a uma, por isso, não precisa de sutura. Nessa técnica, o tempo de procedimento é maior, já que ela é mais minuciosa, mas a recuperação é mais tranquila e as cicatrizes são pouco perceptíveis.
Em ambas as técnicas o período para crescimento do cabelo transplantado é o mesmo. Os novos fios começam a nascer com 4 meses de cirurgia e o resultado final do procedimento acontece após 12 meses.

Implante Capilar sem Cicatriz

FUE: principais vantagens

A primeira vantagem da técnica FUE é que não há cicatriz linear aparente. Como a área do instrumento que retira os folículos capilares é menor do que 1 milímetro, a cicatriz é puntiforme, permitindo que o paciente utilize cabelos curtos na área doadora e fazendo com que a aparência fique bem mais natural no período de recuperação do procedimento.
Outra vantagem da FUE é que, por ser uma cirurgia simples, ela é um método menos invasivo, já que não há necessidade da retirada de uma parte do couro cabeludo e nem de pontos. Dessa forma, o pós-operatório é muito mais tranquilo, e o paciente sente apenas um pequeno desconforto na área.
Com a FUE, é possível realizar a correção de cirurgias que tenham tido um resultado insatisfatório ou de cicatrizes profundas no couro cabeludo, já que os folículos são extraídos e transplantados em regiões com algum tipo de trauma. Tudo isso com risco cirúrgico muito baixo, pois não há necessidade de internação.
Para o implante capilar FUE existe, ainda, a possibilidade de o paciente utilizar folículos de outras regiões do corpo, principalmente se tiver uma área doadora na cabeça que não possa ser tão aproveitada. Nesses casos, os pelos da barba ou até mesmo do peito são as melhores opções. Essa técnica é conhecida como BHT (Body Hair Transplant).
Além de todas essas vantagens, o paciente pode ter a certeza de que o resultado do procedimento fica muito natural. Isso porque, com a técnica FUE, os folículos são retirados de modo que a densidade da área doadora diminua e há um equilíbrio com a área receptora.

FUE: implante capilar sem cicatriz linear

A FUE é uma das principais técnicas de implante capilar utilizadas por cirurgiões plásticos de todo o mundo. Esse procedimento é altamente recomendado porque oferece um resultado mais natural, sem suturas ou dor. A cicatrização acontece em até uma semana e é possível realizar uma nova sessão em menos de 30 dias.
Na Clínica do Dr. Fabrício você tem todo o suporte necessário para realizar o seu tratamento para queda de cabelo, seja por meio de procedimentos cirúrgicos, seja por tratamentos clínicos. Realize seu diagnóstico online e agende uma consulta. Aqui você realiza o seu implante capilar com toda segurança e conforto!