AGENDE SUA CONSULTA
11 3266-2418
11 3266-2112
Whatsapp11 98752-2272
Assista a entrevista com Dr Fabrício no Jornal da Record !
Avaliação Online Transplante FUE
FALE COM O DR. FABRÍCIO

Blog Transplante Capilar Dr. Fabricio Ribeiro

Cuidados pós-operatórios

Ao final da cirurgia é realizada a lavagem dos cabelos, não há necessidade da confecção de curativo e o período de internação é de 4 a 6 horas .
Nas primeiras noites é recomendado que o paciente durma com dois travesseiros, isso para manter a cabeça mais elevada e melhorar o inchaço pós operatório. O paciente pode apoiar a cabeça, inclusive a área doadora, mesmo com os pontos. Deve–se evitar apoiar a área que receberam os cabelos.
Os cabelos devem ser lavados entre 24 a 48 horas após a cirurgia. Embora a lavagem seja simples e realizada pelo próprio paciente, é comum grande preocupação nesta fase. Toda a assistência é prestada.
Após o transplante capilar é comum o aparecimento de um inchaço pós operatório. O inchaço é causado pela infiltração de uma solução anestésica e pela manipulação cirúrgica. Algumas medidas são importantes para a redução precoce do inchaço:

  1. Dormir como a cabeceira elevada;
  2. Fazer compressas de água fria na testa. Pelo menos 5 sessões de 20 minutos ao dia;
  3. Tomar as medicações conforme recomendação.

O inchaço reduz rapidamente em 2 a 3 dias, no entanto, um pequeno grupo de pacientes pode apresentar um inchaço maior , fazendo com que nesta fase o inchaço desça da testa para ao redor dos olhos. Compressas frias e cabeceira elevada irão ajudar a resolver o inchaço e, em 5 a 7 dias estará totalmente resolvido.
É comum após o transplante capilar o paciente apresentar prurido (coceira) uma a duas semanas após a cirurgia. A coceira, na maioria das vezes, está relacionada a produção de mediadores químicos da cicatrização, e portanto é transitória. Nesta fase deve-se evitar passar a unha. Recomenda–se dar “tapinhas” para melhorar os sintomas. Em alguns casos mais intensos, pode usar uma pomada de hidrocortisona 1% para melhorar a coceira.
Outra causa de coceira no pós operatório é o uso inadequado do xampu. O enxágüe indadequdo, fazendo com que sobre resíduos de xampu, ou mesmo, xampu em excesso pode contribuir para o aparecimento de coceira.
Após a cirurgia os pontos da sutura da área doadora são retirados em 10 a 15 dias. Nos casos de pacientes que residem fora da cidade de São Paulo existe a possibilidade de utilizar fio absorvível, que não necessita ser removido.
Se a técnica utilizada for a FUE, não há necessidade de retirada dos pontos, já que não existe linha de sutura.
Aqueles que exercem atividades laborativas de escritório, como computador e telefone, podem voltar ao trabalho 2 a 3 dias após o transplante capilar, nos casos em que o trabalho do dia a dia demanda maior atividade, pode ser necessário 3 a 5 dias de repouso.
O retorno a prática de exercícios pode ser feita 2 a 3 semanas após o transplante capilar. Mesmo que o paciente sinta–se bem, o retorno precoce deve ser evitado, já que o exercício físico poderá tracionar a incisão, piorando o resultado estético final da cicatriz.
Deve–se evitar a exposição solar por um mês após o transplante capilar. É comum a região onde foi feito o implante capilar ficar ligeiramente avermelhada após a cirurgia. A exposição solar precoce tende a exacerbar e prolongar a vermelhidão.
Após um mês de cirurgia é comum o aparecimento de foliculites na região receptora do transplante capilar. São lesões muito parecidas com espinhas e ocorrem devido ao início do funcionamento da glândula sebácea presente na unidade folicular. O aparecimento de foliculite pode ocorrer até o terceiro mês de cirurgia e , em geral, não há necessidade de tratamento.